Ford Sierra

1982-1993 de lançamento

Reparo e operação do carro



Ford Siyerra
+1.2. Identificação do carro
+ 2. Manutenção
- 3. Dados gerais
   -3.1. Carros com motores de gasolina
      3.1.1. Missas e números de transferência
      3.1.2. Líquidos operacionais
      +3.1.3. As modificações em um carro projetam desde 1984 para 1986.
      -3.1.4. As modificações em um carro projetam desde 1987 para 1989.
         3.1.4.1. Motor de OHC
         -3.1.4.2. Motor de Dm3 CVH 1,8
            +3.1.4.2.1. Características técnicas
            3.1.4.2.2. Ajuste do motor
            3.1.4.2.3. Sistema de ignição
            3.1.4.2.4. Sistema de distribuição de gás
            3.1.4.2.5. Reunião do motor de CVH 1,8 de dm3
         +3.1.4.3. Motor de DOHC
         +3.1.4.4. Serviço e reparo
         +3.1.4.5. União
         3.1.4.6. Transmissão de cinco velocidades mecânica de tipo de N
         +3.1.4.7. TA mecânica 75 transmissão de cinco velocidades
         3.1.4.8. Câmbio automático
         3.1.4.9. Expeça o suporte de forma triangular de interrupção
         +3.1.4.10. Sistema de freios
         +3.1.4.11. Equipamento elétrico
         3.1.4.12. Dados gerais
      +3.1.5. As modificações em um carro projetam desde 1990 até fevereiro de 1993.
   +3.2. Carros com motores diesel
+4. Motores
+5. União
+6. Transmissões
+7. Eixo motor e ponte traseira
+8. Direção
+9. Suportes de forma triangular de interrupção
+10. Sistema de freios
+11. Corpo
+12. Equipamento elétrico


331b1c3e

3.1.4.2.3. Sistema de ignição

INFORMAÇÃO GERAL

Elementos de sistema de ignição do motor CVH de 1,8 dm de quarto como R2A

1 – uma roldana de um cinto de bordo de um cabo de inclinação com uma grinalda de engrenagem,
2 – sensor de situação e velocidade de um cabo de inclinação,
3 – passeio de distribuidor de ignição,
4 – pino de fixação do passeio,
5 – braço de distribuidor de ignição,
6 – rotor de distribuidor,
7 – cobertura de distribuidor

Princípio de funcionamento

O módulo eletrônico da gestão de ignição de ESC recebe sinais do sensor de situação e velocidade, o sensor da temperatura de esfriar o líquido, o sensor da temperatura do ar que chega e o sensor de vácuo em um coletor de entrada.

Com base nestes sinais, e também o cartão de ângulos ótimos de um avanço da ignição abaixo de várias condições operacionais do motor que se escreve na memória, o módulo ESC de microprocessador faz funcionar a corrente na curva primária do rolo da ignição, definindo o momento da interrupção da corrente na curva primária do rolo dependendo dos sinais recebidos. A corrente de alta tensão move-se via o distribuidor de ignição para arames de tomadas de faísca.

Então o módulo inclui a corrente na curva primária em período estritamente certo e o processo repete-se novamente, e a esquina de um avanço da ignição modifica o módulo dependendo da informação obtida.

O módulo da gestão de ignição de ESC executa as seguintes funções:

  – determina a velocidade de motor dependendo de um período que passa entre os seguintes impulsos gerados pela grinalda teeths movendo-se em frente do sensor da situação e a velocidade (uma redução dupla) entre teeths de uma grinalda define a provisão de um cabo de inclinação 45 ° antes de VMT);
  – define o vácuo em um coletor de entrada que testemunha até o grau de carregamento de motor;
  – com base na informação obtida e dados que se contêm na memória define uma ignição esquina avançada, condição favorável abaixo destas condições operacionais;
  – acende e da corrente na curva primária do rolo da ignição, causando a formação da alta voltagem que cria uma faísca de ignição.

O circuito elétrico do diretor-gerente eletrônico de um contorno de sistema de ignição como ESC

1 – Módulo ESC,
2 – revezamento de autor,
3 – gerador,
4 – autor,
5 – válvula eletromagnética de um abafador da alavanca de uma válvula de borboleta (pote da arremetida),
6 – comutador de ignição,
7 – o sensor da temperatura de esfriar o líquido,
8 – sensor de temperatura de chegada
ar,
9 – sensor de situação e velocidade de um cabo de inclinação,
10 – acumulador,
11 – rolo de ignição,
12,13 – tomadas de arames do revisor de número de octano de combustível,
14 – tomada diagnóstica

O módulo ESC, além disso, faz funcionar o motor que instala ação uma válvula de borboleta do carburador na variedade que perde tempo, corrigindo a sua provisão dependendo do carregamento (a transferência automática inclui-se, o condicionamento inclui-se) e uma condição termal do motor.

Cheque de sistema de ignição

O sistema da ignição não exige o ajuste. A remoção e a instalação do distribuidor da ignição não apresentam grandes dificuldades (ver o arroz. Os elementos do sistema da ignição do motor CVH de 1,8 dm do quarto como R2A) sobretudo como pode instalar-se só em um, situação correta.

O distribuidor da ignição verifica-se por meio de um multímetro. O método do cheque dá-se na mesa acerca do cheque do sistema da ignição.

Método de cheque de sistema de ignição de ESC
O elemento verificado
Medição entre contatos
Valor
Observações
Conexão de um caso com peso
"9" e peso
"10" e peso
0 – 0,5 Ohms
A ignição apaga-se
Revezamento de autor
"11" e peso
12 – 14 V
A ignição inclui-se
Válvula eletromagnética de um abafador da alavanca de uma válvula de borboleta (pote da arremetida)
"12" e peso
12 – 14 V
A ignição inclui-se
O sensor da temperatura de esfriar o líquido
"26" e "27"
A ignição apaga-se
O sensor de temperatura do ar que chega
"15" e "26"
A ignição apaga-se
Sensor de situação e velocidade de um cabo de inclinação
"22" e "23"
A ignição apaga-se
Provisão de poder de curva primária do rolo de ignição
"8" e "9"
12 – 14 V
A ignição inclui-se
Revisor de número de octano de combustível
"25" e "9"
"24" e "9"
Resistência infinitamente grande
Antes do cheque para desconectar o módulo ESC; a ignição inclui-se